AMOR SEXO DINHEIRO NAMORADO AMANTE SIMPATIAS

PARA CASAR COM RAPAZ RICO

Durante a Semana Santa, não mudar de calça, dormindo com a mesma, desde Domingo de Ramos até Sábado de Aleluia. No sábado de Aleluia, antes do sol nascer, tirar a calça, urinar nela, esconden-do-a debaixo do colchão. No dia seguinte, Domingo da Ressurreição, ir à primeira missa, vestindo essa calça. Na noite de domingo, antes de deitar-se, fazer um embrulho composto da calça, 3 moedas de um valor qualquer, contanto que chegue a um cruzeiro, com uma estrela do mar e pedra. Isso tudo coserá dentro de um pequeno saco de seda vermelha com linha da mesma côr. Guardar o saco em lugar que ninguém veja. Numa noite de lua nova, atirá-lo ao mar, pensando no rapaz com quem quer casar, dizendo Fulano, tu ficar amarrado,nestas aguas do mar Até comigo estares casado.          

PARA O AMANTE OU MARIDO SER FIEL

Tomar uma parte qualquer da roupa interna do homem, meia do pé esquerdo, camisa ou cueca, que tenha sido usada uns 3 dias, e que estejam usa¬das. Quando tiver relações com o homem, numa noi¬te de lua cheia ou quarto crescente, limpar com essa peça de roupa as partes genitais. De manhã, a pri¬meira urinada será sobre essa peça de roupa, que depois será conservada de molho na água, por 24 horas. A peça depois é bem espremida e enxuta, passada ao ferro e conservada debaixo do colchão para o lado da cabeça. Um copo de água obtida quando a peça é espremida, misturada com água de Colónia, é misturada na água com que o homem toma banho, lava o rosto ou a cabeça.

PARA AFASTAR A AMANTE DO MARIDO

A esposa que desejar o afastamento da amante do marido deve proceder do seguinte modo: arran¬jar um pé de meia, calça ou combinação dessa mu¬lher e que a mesma tenha usado mas que não es¬tejam lavadas. Numa noite de sexta-feira, numa praia deserta, à margem de um rio ou lagoa, em¬beber em álcool ou gasolina a peça de roupa, fazer um embrulho e tocar fogo até que tudo fique re¬duzido a cinzas. Atirar as cinzas na água, rezando uma Ave Maria e afastar-se depressa do locar. (Esta mágica pode servir para uma ou muitas mulheres, se o marido tiver várias amantes. Mas neste caso, deve ser feita, separadamente

PARA UM HOMEM CASAR-SE COM A SUA AMANTE

Quando fôr lua nova, a amante arrancará sete folhas novas de um abacateiro e logo depois cosinha-as em um litro de água. Guarde o líquido num vidro bem tapado, envolvido em um pedaço de seda azul, dizendo sobre o bocal do vidro, três ve¬zes, as seguintes palavras:Lethomus — Radhamante — Alepa.Ao mesmo tempo que diz estas palavras tem o pensamento concentrado no homem. Conserva o vidro assim fechado e envolvido no pano de seda, sob a cama, do lado em que o homem se deita. Na noite de lua cheia, dá-lhe um copo do líquido a beber, adoçando-o com açúcar, sendo conveniente misturá-lo com um refesco de fruta, para disfarçar o gosto, repetindo até acabar-se o conteúdo do vidro.

PARA   UMA   MULHER   APAIXONAR-SE POR  UM   HOMEM

Os jumentos e os potros, logo que nascem, têm na testa uma pequena carnosidade. Quando forem postos fora pela égua ou jumenta, veja-se se a cria é do sexo masculino. Sendo assim, tirar essa pequena carnosidade, deixando-a secar ao sol, durante vários dias, até ficar bem seca. Quanto à cria deve ser levada a outra égua ou jumenta que esteja amamentando, pois a mãe não quererá saber mais dela. Depois de muito seca, pisa-se bem essa bolinha de carne, num almofariz de metal ou de madeira, muito bem lavado e enxuto. Uma pitada muito pequena desse pó, assim obtido, lançada sobre o prato em que a mulher vai servir-se, fará com que essa fique loucamente apaixonada, sentindo forte desejo de coabitar com o homem que preparou o pó

PARA U'A MULHER PRENDER UM HOMEM

Fazer com que o homem use a mesma cueca, sete dias seguidos. Numa noite de sexta-feira com lua cheia ou em quarto crescente, copular com êle. Depois da cópula, limpar as'partes genitais com a cueca: No dia seguinte, deixar a cueca de molho, durante vinte e quatro horas. Em seguida, espremer bem a cueca, estendê-la para secar à sombra, sem apanhar sol, passando-a depois a ferro e dar a cueca para o homem usá-la outra vez

PARA DESFAZER AMIZADES
Arranjar um pé de meia usado de uma pessoa e outro também usado da outra pessoa. Molhar os dois pés em álcool ou gasolina e tocar fogo. Se o fogo apagar-se, molhar novamente e queimar outra vez, até que só restem cinzas. Juntar essas cinzas numa folha de papel branco, sem linhas e sem riscos e esperar que venha o quarto crescente, quando então atirará o embrulhinho no mar, num rio ou numa lagoa.

PARA DESFAZER AMIZADES
Arranjar um pé de meia usado de uma pessoa e outro também usado da outra pessoa. Molhar os dois pés em álcool ou gasolina e tocar fogo. Se o fogo apagar-se, molhar novamente e queimar outra vez, até que só restem cinzas. Juntar essas cinzas numa folha de papel branco, sem linhas e sem riscos e esperar que venha o quarto crescente, quando então atirará o embrulhinho no mar, num rio ou numa lagoa.Enquanto isso, rezar durante 9 noites seguidas 1 Salve Rainha e 3 Ave Marias

PARA VER UMA PESSOA AUSENTE
Numa noite de segunda-feira, quando fôr quar¬to crescente, apanha-se num frasco de vidro branco um pouco de água do mar, arrolhando-se bem. To¬das as noites, seguintes, até a lua ficar cheia, expõe-se o vidro ao luar, durante uma hora, de 11 horas à meia noite. Enquanto o frasco estiver exposto à luz da lua, pensar fortemente na pessoa que se quer ver. Na noite da lua cheia, à meia noite, derrama-se a água numa tijelinha branca, nova, que nunca te¬nha sido usada.
Acendem-se duas velas novas de estearina. Fi-xa-se o olhar na água, num ponto central, pensando na pessoa que se quer ver. Não se force, a vista. O olhar deve ser natural. Aos poucos se verá a su¬perfície da água turvar-se, parecendo coberta de uma nuvem, a qual vai se esclarecendo aos poucos até se ver a imagem da pessoa. Fazer o mesmo, nas 3 noites seguidas, à mesma hora. As vezes a ima¬gem é muito nítida, às vezes não é clara. È muito importante não comer nada, pelo menos duas horas antes.

PARA VER O FUTURO
Entre onze horas e meia noite, fechar-se sozinho, num quarto, que tenha sido varrido, não tenha teias de aranha, limpo e asseiado. Encher um copo de água pura, se possível, filtrada, ou coada de pano novo, colocá-la sobre uma mesinha, coberto de pano vermelho ou verde, Acender uma vela de estearina, se não houver de cera de abelha. A vela deve servir apenas para os exercícios desta vidência.Concentrar fortemente o pensamento no Anjo da Guarda, durante alguns minutos e depois olhar com calma a superfície da água. Quando a vista ficar cansada, interromper o exercício, recomeçando momentos depois, quando estiver com os olhos descansados.
Se a pessoa tiver muita predisposição para a vidência, logo na primeira noite, começará a ver surgirem na superfície da água formas indistintas, nuvens, que depois irão tomando aspectos mais de¬finidos, como sejam vultos, paisagens, etc.
Continuar os exercícios, todas as noites, à mes¬ma hora, até conseguir visão clara. Então poderá ver os fatos do futuro, do presente, em lugares dis¬tantes, e do passado. Não fumar pelo menos uma hora antes do exercício.

PARA GANHAR NO JOGO
Apanham-se 3 ovos da primeira postura de uma galinha preta. À meia noite de sexta-feira para sábado, quando a lua estiver entre quarto crescente e lua cheia, quebrar os ovos, deitando as claras num prato todo branco, novo, que nunca tenha sido usado. As três gemas, enterram-se ao pé de uma ár¬vore ou de um arbusto, se fôr num quintal. Coloca-se o prato apanhando a luz da lua e às 3 horas da madrugada, volta-se para vêr o desenho formado na clara. Para isso, acende-se uma vela nova de estearina.
Às vezes formam-se algarismos, claramente, outras vezes o desenho não é muito claro, devendo ser interpretado. Neste caso, copiar a lápis num pa¬pel o desenho formado na clara, estudando-o depois com paciência.

PARA AFASTAR UM INIMIGO
Com cera de abelha, modelar uma pequena figura humana. Escreve-se num pedacinho de papel o nome do inimigo, que se junta à pequena figura de cera. Na última sexta-feira do mês, embrulha-se a figurinha de cera num pedaço de pano branco, novo, e vai-se a um lugar deserto, à noite, onde, derramando querosene ou gasolina sobre o embrulho, toca-se fogo nele, dizendo três vezes: Fulano, Deus te guie, fazendo depois o sinal da cruz.
Chegando em casa, antes de entrar, do lado de fora da porta, dizer ainda 3 vezes: Fulano, Deus te guie, fazendo depois o sinal e rezando um Credo.

                                                                                                                                                                                                                                            

  PARA SER FELIZ NOS AMORES
Numa noite de segunda-feira, à meia noite, quando fôr quarto crescente, numa encruzilhada, de baixo de uma árvore copada, abre-se um pequeno buraco ao pé da árvore e urina-se nesse buraco. Tiram-se algumas folhas da árvore, que se deixam no buraco, tapando-se o mesmo em seguida e marcando-se com uma pedra. Na segunda-feira seguinte, à meia noite, tira-se um punhado de terra do bu¬raco e coloca-se dentro de um saquinho de pano vermelho, novo. No mesmo local, deita-se dentro do sa¬quinho, os pêlos de uma gata preta virgem, os quais devem ter sido cortados 24 horas antes, isto é à meia noite de domingo. Escreve-se com lápis vermelho, num papel, o nome da mulher que se quer conquistar ou os das mulheres que se têm em vista. Cose-^se o saquinho com uma agulha virgem e tam¬bém com linha vermelha. O resto da terra do bu¬raco é espalhado pelos cantos da encruzilhada. Não se deve tapar o buraco. Os pêlos da gata, que deve ser inteiramente preta, sem mancha nenhuma, têm de ser cortados com uma tesoura que só se usa uma vez e depois atira-se fora, em local onde não possa ser apanhada por outra pessoa. Trazer o saquinho consigo. O efeito desta mágica dura por um ano.

PARA CURAR A FRIEZA FEMININA
Sem que a mulher saiba, o homem arranjará uma calça que não tenha sido lavada e que ela te nha usado por 3 dias. À meia noite de um dia de lua nova, quando o céu estiver sem nenhuma nuvem, urina sobre a calça, deixando-a depois ao relento isto é apanhando sereno, até de manhã antes do sol nascer. Guardará esta calça, num lugar em que não seja vista de ninguém, durante 7 dias. No oitavo dia, coloca às escondidas a calça dentro do colchão, do lado em que dorme a mulher.

PARA ADIVINHAR OS DIAS DE CHUVA
Numa noite de sexta-feira, quando o céu estiver bem limpo, colocar sete pedrinhas de sal de cozi¬nha, numa pequena tábua, muito limpa, que não seja nem pintada nem envernizada. A tábua deve ficar ao sereno e de manhã, antes do sol nascer, vai-se ver quais são as pedras que ficaram inteiras, as que estão meio desmanchadas e as que se desman¬charam, inteiramente. As pedras que ficaram intei¬ras indicam os dias secos, as que ficaram meio des¬manchadas os dias de chuva e as desmanchadas in¬teiramente os dias de aguaceiro. A ordem dos dias é a seguinte: sábado, domingo, segunda, terça, quar¬ta, quinta e sexta, çontando-se da esquerda para a. direita da pessoa.

PARA TER SORTE NA LOTERIA
Quando a lua estiver cheia, entre 7 e 8 horas da noite, apanhar em uma praia deserta, 7 conchas pequenas, que ficarão guardadas em um saquinho de seda branca, que a pessoa trará consigo. A seda para o saquinho deve ser nova e não tirada de ves¬tido ou roupa, sendo o saco cosido com linha de seda branca. Antes de serem guardadas, as conchi¬nhas têm de ser molhadas na água do mar. Depois, procura-se um pouco de musgo nos rochedos ou de algas, também se guardam no saquinho. Chegando em casa, de volta da praia, acender à meia noite 3 velas de cera de abelha, dizendo: Aniel, Bratiel, Daniel — Aniel, Bratiel, Daniel — Aniel, Bratiel, Daniel. Concentra-se fortemente no Anjo da Guar¬da, durante alguns minutos. Depois apagam-se as velas dizendo as mesmas palavras. Dormir tendo o saquinho debaixo do travesseiro.O número que fôr premiado pode ser revelado em sonho ou então inspirado, durante o dia, em qual¬quer momento, convindo para isso trazer o saqui¬nho sempre consigo.Esta mágica tem produzido efeitos favoráveis, mas deve ser renovada todos os anos.

MÁGICA DO CABELO PARA UM MOÇA OU MULHER ARRANJAR UM NOIVO OU CONQUISTAR UM HOMEM

Em uma sexta-feira com lua cheia, à meia noi¬te, arrancar três cabelos do alto da cabeça, diante de um espelho, tendo uma vela de estearina acesa. Fazer um nó com esses três cabelos e guardá-los dentro de um vidrinho com água do mar. Enquanto dá o nó nps 3 fios de cabelo pensar no rapaz pu nohomem. Esconde-se o vidrinho em lugar onde não apanhe sol e em sete terças-feiras seguidas rezar o seguinte responso de Santo António:
Santo António de Lisboa, Vós sois o meu protetor, Não me deixareis à toa, Na busca do meu amor.
Santo António milagroso, Vinde logo me ajudar, Trazei-me um noivo bondoso, Que saiba muito me amar.
Santo António poderoso, Concedei-me o grande bem De um noivo muito amoroso, Para todo o sempre. Amem.
O vidro deve estar sempre escondido. Se não houver resultado, depois das sete sexta-feiras, fa¬zer de novo, começando por arrancar de novo os 3 fios de cabelo.
                                                                                                                                                                                           

PARA O AMANTE OU MARIDO SER FIEL
Apanhar uma lagartixa, mantê-la viva numa panela de barro, que nunca tenha sido servida, e numa sexta-feira, ao meio dia, assar o animal até ficar bem seco. Depois pisar até ficar reduzido a um pó muito fino. Escrever num pedaço de papel, branco, sem riscos, o nome do homem, várias ve¬zes. Dobrai o papel, colocando nele o pó da lagar¬tixa. Coser tudo num saquinho de pano virgem, branco. Trazer o saquinho pendurado no pescoço, de modo que ninguém veja, só o tirando para tomar banho. Se o saquinho ficar molhado, a simpatia per¬de o efeito.

PARA AFASTAR UMA MULHER
Quando um homem quizer que uma mulher impertinente, geniosa, fria, perigosa, afaste-se dele, antes de tudo, comprará uma legítima figa de Guiné, trazendo-a no pescoço. Sete noites seguidas, rezará um Credo e uma Salve Rainha. Durante esse tempo, evitará o mais possível encontrar-se com essa mu¬lher. Nas raras vezes em que estiver falando com ela, fumar um charuto, tirando grossas baforadas, de modo que a fumaça vá para o lado dela.
Depois dos 7 dias, comprar um lenço branco, que guardará consigo até a lua entrar em quarto minguante, quando dará o lenço de presente a tal mulher, afastando-se por alguns dias do lugar onde mora, levando consigo uma peça qualquer da roupa da mulher, que o homem queimará numa noite de segunda-feira, até reduzir a cinza, atirando a cinza num rio, num lago ou no mar.
Se isso não der ainda resultado, recomeçar as orações, como foi indicado acima, proceder do mesmo modo aconselhado, dar outro lenço, evitando ter re¬lações sexuais com ela. Mais cedo ou mais tarde surgirá um incidente que fará a mulher afastar
 

PAGINA INICIAL