Magias e Poções

 

 

Cruz de São Bartolomeu e São Cipriano

 

Como fazer a cruz

 

Pegue três pedaços de pau de cedro, um mais comprido, dois mais curtos, para formarem os braços com alecrim, arruda e aipo. Coloque em cada braço, em cima e embaixo da parte mais comprida, uma massa pequena de cipreste, coloque em água benta por três dias seguidos e retire da água ao dar meia-noite, dizendo as seguintes palavras em forma de oração: "Cruz de São Bartolomeu, a virtude da água em que estiveste, e das plantas e madeiras de que és formada, que me livre das tentações do espírito do Mal, e traga sobre mim as graças de que gozam os bem-aventurados. Em nome do Padre e do Filho e dos Espírito Santo. Amém" Repetir as palavras, murmuradas, quatro vezes. "Cruz de São Bartolomeu, a virtude da água em que estiveste, e das plantas e madeiras de que és formada, que me livre das tentações do espírito do Mal, e traga sobre mim as graças de que gozam os bem-aventurados. Em nome do Padre e do Filho e dos Espírito Santo. Amém" Repetir as palavras, murmuradas, quatro vezes.

 

Como usar a cruz

 

A cruz deve ser levada dentro de um saquinho de seda preta benzida, ou junto ao corpo suspensa ao pescoço por um cordão preto. Não se deve deixar que outras pessoas a vejam, fazendo o possível para ocultá-la. Quando desconfiar que alguém lhe lançou mau-olhado, deverá, ao deitar-se, beijar a cruz três vezes e fazer a oração à cruz de São Bartolomeu. Ao levantar-se, deverá também beijar a cruz três vezes e rezar um Padre-Nosso e uma Ave-Maria.

 

 

A Grande Mágica das Favas

 

Matar um gato preto e enterrá-lo com uma fava em cada olho, outra debaixo da cauda e outra em cada ouvido. Depois, enterre-o e regue-o com pouca água todas as noites à meia-noite, até que as favas, depois de brotadas, estejam maduras. Cortar as favas pelo pé.

 

Depois de cortadas, leve-as para casa e vai colocando uma de cada vez na boca. Quando, porém, parecer que está invisível, é porque a fava que tens na boca é a que tem a propriedade mágica. Assim, se desejares entrar em qualquer parte sem ser visto, ponha a dita fava na boca.

 

Observações para fazer uso desta mágica!

 

Quando for regar as favas, hão de aparecer muitos fantasmas com o fim de assustá-lo para que não consiga levar a mágica até o final. A razão é simples: é porque o demônio tem inveja de quem vai usar desta mágica, sem que primeiro se entregue a ela em corpo e alma, como fazem as bruxas, a quem chama de mulheres de virtude. Pede-se então que não se assuste, pois ele não lhe fará mal algum, e para isso é bom, antes de tudo, fazer o sinal da cruz.

 

 

A mágica do osso do gato preto

 

Deixar cozinhar o corpo de um gato preto em água fervente com semente brancas e lenha de salgueiro até que se soltem os ossos da carne. Coar os ossos em um pano de linho e diante do espelho ir metendo os ossos um por um na boca, até achar o que tem a magia de lhe deixar invisível. Guardar o osso que tem a propriedade mágica e, se quiser ir a algum lugar sem ser visto, colocar o osso mágico na boca.

 

 

Outra mágica do gato preto para fazer o mal

 

Para se vingar de um inimigo, deve-se proceder da seguinte forma: pega-se um gato preto e, depois de amarradas suas quatro patas co uma corda de esparto (de fazer tapetes), levai-o a uma encruzilhada durante a noite e dizei: "Eu, (citar seu nome), da parte de Deus Onipotente, mando ao demônio que apareça aqui debaixo da santa pena de obediência e preceitos superiores. Lúcifer, Satanás, que te metas no corpo desta pessoa a quem desejo o mal e da lá não te retires enquanto eu não te mandar e me faça o que te propor durante a minha vida" (aqui deve-se dizer o que se deseja que ele faça ao inimigo). "Ó grande Lúcifer, imperador de tudo que é inferno, te prendo e amarro ao corpo de (dizer o nome do inimigo), assim como tenho preso este gato. No fim de me fazeres tudo aquilo que eu quiser, ofereço-te este gato; trago-te aqui quando tudo estiver pronto."

 

Depois que o demônio fizer o que lhe foi pedido, deve-se ir ao lugar onde ele foi requerido e dizer duas vezes: "Lúcifer, Lúcifer, aqui tens o que te prometi" - ditas estas palavras, solta-se o gato.

 

 

Como fazer um pacto com o demônio e criar um diabinho

 

Escrever uma escritura num pergaminho virgem, com seu próprio sangue: "Eu, com o meu próprio sangue do meu dedo mínimo, faço a escritura a Lúcifer, imperador do inferno, para que ele me faça tudo quanto eu desejar nesta vida, e, se isto me falhar, lhe deixarei de pertencer" - em seguida, deve-se assinar o nome.

Depois deve-se escrever o mesmo texto num ovo de uma galinha preta, castiçada por um galo da mesma cor. Depois, abrir um buraco no ovo e deixar cair uma gota de sangue do dedo mínimo da mão direita. Embrulhar o ovo em algodão em rama e colocá-lo sob um monte de estrume ou sob uma galinha preta. Deste ovo nascerá um diabinho que deverá ser guardado dentro de uma caixa de prata, com pó de prata. Todos os sábados deve-se introduzir o dedo mínimo dentro da caixa para o diabinho beber sangue. Quem conseguir possuir o demônio dessa forma, conseguirá tudo o que deseja na vida.

 

Sobre esta prática, São Cipriano alerta em seu livro: "Todo filho de Deus que entregar sua alma ao demônio, será na mesma hora amaldiçoado porque o criou e lhe deu o ser, que foi Nosso Senhor Jesus Cristo.

 

 

A mágica do cão preto

 

Quando um cão preto estiver morto, tirar-lhe cuidadosamente o olho direito, depois, colocar esse olho numa caixa e levá-la dentro do bolso. Ao agitar essa caixinha para um cão qualquer, ele seguirá o dono da caixa aonde quer que ele vá, ainda que o dono não queira. O cão se retirará com três acenos dados com a mesma caixa.

Feitiçaria feita com dois bonecos conforme era feita por São Cipriano quando era feiticeiro e mágico

Preparar dois bonecos (um boneco e uma boneca) feitos de pano, linho ou algodão, deixando-os unidos um ao outro, abraçados. Pegar um novelo de linha branca e enroscá-la em volta dos bonecos, dizendo o que se segue, dando o primeiro nome da pessoa que se quer enfeitiçar:

 

"Eu te prendo e te amarro em nome de Nosso Senhor Jesus Cristo, Padre, Filho e Espírito Santo, para que debaixo deste santo poder, não possas comer nem beber, nem estar em parte alguma do mundo sem que estejas na minha companhia, (citar o nome da pessoa que se quer enfeitiçar). Eu, (citar o próprio nome), aqui te prendo e amarro, assim como prenderam Nosso Senhor Jesus Cristo na madeira da cruz; e o descanso que tu terás enquanto para mim não te virares, é como os que têm as almas no fogo do purgatório penando continuamente pelos pecados deste mundo, e como o que tem o vento no ar, ondas no mar sempre em contínuo movimento, a maré a subir e a descer, o sol que nasce na serra e que vai pôr-se no mar. Será esse o descanso que te dou enquanto para mim não virares com todo o teu coração, corpo, alma e vida; debaixo da santa pena de obediência e preceitos superiores, ficas preso e amarrado a mim, assim como ficam estes bonecos amarrados um ao outro."

 

Estas palavras devem ser repetidas nove vezes à hora do meio-dia, depois de rezar a oração das "Horas Abertas" (ver em Orações Cabalísticas)

 

Essa magia é um tanto interessante, mas devo avisar: aparentemente não há retorno. Tome bastante cuidado se for realizar esta mágica, a pessoa a que se amarra vai lhe procurar a vida inteira e não mais o(a) deixará em paz. Se bem que ainda estou pesquisando para ver se há um retorno, aguardem

 

 

Feitiçaria para se fazer o mal usando-se dois bonecos

 

Fazer dois bonecos de pano, uni-lo um ao outro, atando-os de forma que pareçam bem abraçados; em seguida, prega-se cinco pregos nas partes indicadas:

 

1º prego, na cabeça, que vare um ao outro, dizendo-se a seguinte invocação: Fulano (o nome da pessoa a quem se quer fazer o mal), eu, (citar o próprio nome), te prego e amarro e espeto teu corpo, tal qual espeto, amarro e prego sua figura.

 

2º prego, no peito, que vare um ao outro, dizendo a seguinte invocação: Fulano (o nome da pessoa a quem se quer fazer o mal), eu, (citar o próprio nome), te juro, debaixo do poder de Lúcifer e Satanás, que de hoje para o futuro não hás de ter uma hora de sossego.

 

4º prego, nas pernas, que as vare de um lado a outro, dizendo-se a seguinte invocação: Fulano (o nome da pessoa a quem se quer fazer o mal), eu, (citar o próprio nome), te juro, debaixo do poder de Maria Padilha, que de hoje para o futuro ficarás possesso de todo o feitiço.

 

5º prego, nos pés, de modo que lhes fure de um lado ao outro, dizendo-se a seguinte invocação: Fulano (o nome da pessoa a quem se quer fazer o mal), eu, (citar o próprio nome), te prendo e amarro dos pés à cabeça, pelo poder da mágica feiticeira.

 

Desta forma, a criatura enfeitiçada nunca mais poderá ter uma hora de saúde.

 

 

Encantos e mágicas da semente de feto

 

Ao bater a meia-noite, na noite de São João, colocar uma toalha debaixo de uma semente de feto, onde já deverá estar desenhado um signo-saimão, que deverá ser abençoado em nome do Padre, do Filho e do Espírito Santo, para que o demônio não possa entrar dentro do risco do desenho.

 

Depois, a própria pessoa deve entrar dentro do risco; mais pessoas podem entrar ao mesmo tempo dentro do risco se desejarem; então, ele deverá ser previamente traçado na largura precisa, para que caibam nele todas as pessoas que irão participar da cerimônia.

 

Deve-se dizer em voz alta (por todos os participantes) a Ladainha dos Santos que está na seção Orações Cabalísticas deste site. Depois, a semente deve ser repartida entre todos.

 

Cada pessoa deverá dizer estas palavras sobre a semente do feto: "Semente do feto, que na noite de São João foste colhida à meia-noite em ponto. Foste obtida e caíste em cima de um signo-saimão, assim me servirás para toda a qualidade de encantos; e assim com Deus e em ponto divino de São João, o Pai, e em ponto humano de São João, o Primo, assim toda pessoa por quem tu fores tocada se encante comigo.

 

Tudo isto será cumprido pelo poder do grande Deus Onipotente, porque eu, (citar o próprio nome), te cito e notifico que não me faltarás a isto pelo sangue derramado de Nosso Senhor Jesus Cristo e o poder e a virtude de Maria Santíssima sejam comigo e contigo. Amém"

 

No fim destas palavras diz-se um Credo-em-cruz sobre a semente, isto é, fazendo cruzes com a mão direita dobre a dita semente. Seta forma, fica a semente com todo o poder e virtude. Passa-se depois por uma pia de água benta.

 

Depois disso tudo, deve-se colocar a semente em um vidro deixando-o bem tapado. Em relação aos poderes os encantos, deve-se dizer que:

 

1. toda criatura que obtiver esta semente, se tocar com ela em outra pessoa com má intenção, pecará mortalmente por se servir de um mistério divino para prejudicar outra pessoa;

 

2. Incorre na pena de excomunhão qualquer pessoa que toque outra com esta semente para atrapalhar seus negócios e encantar-lhe os seus trabalhos, para não lhe correrem bem;

 

3. Toda pessoa possuída pelo mal será curada se for tocada com a semente por outra pessoas com viva fé em Jesus Cristo;

 

4. A semente tem a virtude de curar qualquer enfermidade, se usada por pessoa com grande fé em Jesus Cristo;

 

5. A semente tem a virtude de nos defender do inimigo ou de suas astúcias;

 

6. A semente tem o poder oculto de fazer uma pessoa por quem se está apaixonado, ou interessado, corresponder. Proceder da seguinte forma: ao conversar com a pessoa querida, jogues sobre ela três grãos da semente do feto e ela corresponderá aos seus sentimentos.

 

Esta maravilhosa semente encerra encantos para tudo o que se seu possuidor desejar conseguir.

 

 

A mágica do trevo de quatro folhas

 

O trevo de quatro folhas tem as mesmas prioridades mágicas que a semente do feto tem. Para usar sua magia, proceder da mesma forma como foi descrito quanto à semente do feto. Muda apenas a oração, que é a seguinte:

 

"Eu, criatura do Senhor, remida com o seu Santíssimo Sangue, que Jesus Cristo derramou na Cruz para nos livrar das fúrias de Satanás, tenho uma vivíssima fé nos poderes edificantes de Nosso Senhor Jesus Cristo. Mando ao demônio que se retire deste lugar para fora, e o prendo e amarro no mar coalhado, não perpetuamente, mas sim até que eu colha este trevo; e logo que eu o tenha colhido te desamarro da tua prisão. Tudo isto pelo poder e virtude de Nosso Senhor Jesus Cristo. Amém."

 

Se o demônio aparecer naquele momento em que for invocado, deve-se mandá-lo se ausentar e somente então pedir o que se deseja, e ele tudo ará para não ser preso. No fim de tudo isto bem executado, deve-se tomar posse do trevo, e fazer tudo o que se deseja, conforme está escrito no livro de São Cipriano.

 

 

Receita para obrigar o marido a ser fiel

 

Toma-se a medula de um pé de cachorro preto, enche-se com ela um agulheiro de pau. Depois, o agulheiro deve ser envolvido num pedaço de veludo vermelho e cosido. Descosendo-se o colchão onde o casal dorme, introduzir o agulheiro, porém de modo que não venha a incomodar à noite.

 

Isto feito, a mulher deve ser tornar muito amável e condescendente com o marido, concordando com todas as suas vontades, e o marido lhe permanecerá fiel.

 

qualquer um fará ou deseja fazer

Toma-se o coração de um pombo e a cabeça de um sapo que, depois de bem secos e reduzidos a pó, deve-se encher um saquinho de pano que será perfurado, juntando-se ao pó um pouco de almíscar.

 

Coloca-se o saquinho sob o travesseiro da mulher quando ela estiver dormindo. Passados quinze minutos, começará a falar dormindo tudo o que fez ou tenciona fazer.

 

Logo que a pessoa deixar de falar, aos poucos minutos tire-lhe o saquinho de debaixo do travesseiro, para não expor a pessoa a uma cerebral febre, que poderá causar-lhe a morte.

 

 

Receita para ser feliz nas coisas que se empreendem

 

Toma-se a cabeça e os pés de um sapo, cortados quando ele estiver vivo, numa sexta-feira, logo depois da Lua Cheia do mês de setembro; estes pedaços do sapo devem ficar de molho em óleo de sabugueiro por 21 dias, depois devem ser retirados às 12 badaladas da meia-noite, deixando-os expostos por três noites seguidas aos raios da Lua. Os pedaços devem depois ser calcinados numa vasilha de barro que ainda não tenha sido usada, misturando-os depois à terra de cemitério, do lugar em esteja sepultada uma pessoa da família a quem se destina a receita.

 

A pessoa que possuir esta receita pode ter certeza de que o espírito do morto velará por ela, em todas as coisas que empreender e nunca perderá de vista os seus interesses.

 

 

Mágica da pomba para se fazer amar pelas mulheres

 

Deve-se estudar, antes de tudo, o caráter e o gênio da mulher que se quer conquistar, depois tome-se o coração de um pombinho virgem e faça-se que uma cobra o engula. Esta cobra deverá morrer em mais ou menos tempo, tome-se pois a cabeça dela que deverá ser seca ao fogo brando, sobre uma chapa de ferro. Depois, deverá ser reduzida a pó, juntando-lhe umas gotas de láudano. Quando quiserem usar esta receita, esfreguem um pouco do pó deste preparação nas mãos.

Receita para se fazer amar pelos homens

A mulher deverá obter do homem que escolheu um objeto de prata que ele tenha usado por no mínimo 24 horas, como um alfinete, medalha, moeda, brinco. Com a prata em uma das mãos, a mulher lhe oferecerá na outra mão um cálice de vinho onde tenha desmanchado uma bolinha do tamanho de um grão de milho, com a seguinte composição: uma cabeça de enguia, um dedal de sementes de cânhamo, duas gotas de láudano. Assim que o homem tiver bebido o cálice de vinho, há de forçosamente amar a mulher que lhe tiver dado, ou mandado dar a bebida.

 

Outra receita é a mulher dar ao homem escolhido uma xícara de chocolate, onde deve-se acrescentar: duas pitadas de canela em pó, cinco dentes de cravos, dez gramas de baunilha e uma pitada de noz-moscada raspada. Depois de pronto, tirar os cravos e acrescentar duas gotas de tintura de cantáridas. Para comer, o aconselhável é servir pão-de-ló. O chocolate pode ser substituído pelo café, neste caso, o café deve ser preparado com erva-doce, juntando-se depois uma gota de tintura de cantáridas.

 

Se a mulher recear que o homem lhe escape, e deseja conservá-lo apaixonado por muito tempo, repetirá o primeiro medicamento de quinze em quinze dias e, nos intervalos, convidando-o para almoçar ou ceiar, deve dar-lhe:

 

Ao almoço, uma fritada ou omelete preparada da seguinte maneira:

Batam-se os ovos, mas bem batidos; depois, lançando-os do alto da espinha nua, deixam-se escorrer pela sua extensão, indo em seguida apará-los embaixo, onde acaba a espinha.

faz-se depois a fritada, e põe-se na mesa, ainda quente.

 

Ao jantar, pisando e picando a carne para almôndegas, ou bolinhos, deita-se os ovos batidos; e depois, antes de levar os bolos o fogo passa-se, um por um, no corpo suado, peito, costas e barriga, fazendo-os demorar um pequeno espaço de tempo debaixo das axilas.

 

 

A mágica das uvas

 

Esta mágica, conforme ensina São Cipriano, deve ser iniciada pegando-se uma garrafa com o bojo bem largo, com azeite virgem. Prender à videira o gargalo da garrafa de modo que um cacho de uvas venha a se desenvolver dentro da garrafa. Deve-se esperar crescer e amadurecer as uvas, para então cortar o cacho e libertar a garrafa da videira.

 

Estas são as propriedades deste azeite e cacho de uvas que ficaram dentro da garrafa:

 

Acedendo uma luz com o azeite (lamparina), aparecem os arvoredos daquele ambiente onde cresceu o cacho, incluindo pássaros, plantas e pessoas que se encontravam próximas quando o cacho foi cortado. Logo que a luz é apagada, tudo desaparece;

O azeite tem a virtude de curar qualquer ferida nova ou antiga, colocando-lhe por cima azeite e fios de linho;

Com este azeite, pode-se fazer sair as almas do purgatório e vir falar com quem as invoca, na porta da igreja à meia-noite. Para tanto, deve-se acender uma luz com o azeite e dizer: "Eu, pelo poder desta luz, mando que já me falem as almas que estão no purgatório, aqueles cujos corpos têm sido sepultados nesta casa", imediatamente aparecem as almas.

VEJA MAIS SIMPATIAS